skip to Main Content
84 3431 1222 84 9 9914 4880

Servidor público suspeito de participar de agressões a homem amarrado no RN é preso após se apresentar à polícia

O segundo suspeito de agressões contra um homem quilombola no dia 11 de setembro em Portalegre, na região oeste potiguar, foi detido nesta terça-feira (21), após se apresentar à Polícia Civil.

O caso chamou atenção nas redes sociais no início da semana passada, com a divulgação de imagens que mostram o quilombola amarrado pelas mãos e pés, chorando e sendo agredido com chutes por outro homem, que segura a corda.

Segundo o delegado Cristiano Gouveia, que comanda as investigações e confirmou a prisão na manhã desta quarta (22), o segundo suspeito é um servidor público da prefeitura de Viçosa, que tinha um mandado de prisão em aberto.

Ele não tinha sido localizado na sexta-feira (17), quando a Polícia Civil deflagrou uma operação e prendeu um comerciante de Portalegre apontado como principal autor do crime.

Ainda de acordo com o delegado, o homem preso na terça-feira (21), também passará por audiência de custódia nesta quarta-feira (22). Ele é apontado como co-autor do crime, porque teria segurado e amarrado a vítima.

De acordo com o delegado, o servidor público foi à delegacia acompanhado de um advogado e negou as acusações, porém imagens de câmeras de segurança confirmariam a participação dele.

Investigação

De acordo com as investigações, a vítima “foi submetida à violência e grave ameaça, a intenso sofrimento físico e mental, como uma forma de aplicar-lhe castigo pessoal ou medida de caráter preventivo”.

comerciante apontado como autor do crime já respondia à Justiça do Rio Grande do Norte por injúria racial, em caso que teria acontecido em junho de 2020. A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público em 2021 e acolhida pelo juiz Edilson Chaves de Freitas, da Vara Única de Portalegre, no último mês de junho.

G1RN

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back To Top