skip to Main Content
84 3431 1222 84 9 9914 4880
Ministério Da Saúde Envia 22,4 Milhões De Vacinas A Estados Em Uma Semana; RN Recebeu 336,8 Mil Doses

Ministério da Saúde envia 22,4 milhões de vacinas a estados em uma semana; RN recebeu 336,8 mil doses

O PNI (Programa Nacional de Imunizações) concluiu na terça-feira (21) o envio de 22,4 milhões de doses de vacinas contra covid-19 aos estados e ao Distrito Federal, após uma semana de remessas.

Segundo o Ministério da Saúde, este quantitativo será usado para novas etapas da campanha de vacinação, como a dose de reforço e a redução do intervalo da Pfizer de 12 para 8 semanas.

Ao todo são 16,1 milhões de doses da Janssen, 11,6 milhões da Pfizer/BioNTech, 6,4 milhões da CoronaVac e 4,4 milhões da AstraZeneca/Fiocruz.

Veja abaixo quantas doses cada unidade da federação recebeu

Acre: 152,9 mil doses
Alagoas: 317 mil doses
Amazonas: 392,2 mil doses
Amapá: 107,7 mil doses
Bahia: 1,3 milhão de doses
Ceará: 815,4 mil doses
Distrito Federal: 392,3 mil doses
Espírito Santo: 548,7 mil doses
Goiás: 723,3 mil doses
Maranhão: 567,5 mil doses
Minas Gerais: 2,2 milhões
Mato Grosso do Sul: 362,5 mil doses
Mato Grosso: 407 mil doses
Pará: 815,2 mil doses
Paraíba: 390,2 mil doses
Pernambuco:  901,5 mil doses
Piauí: 316,3 mil doses
Paraná: 1,2 milhão de doses
Rio de Janeiro: 1,8 milhão de doses
Rio Grande do Norte: 336,8 mil doses
Rondônia: 187,3 mil doses
Roraima: 73,8 mil doses
Rio Grande do Sul: 1,3 milhão de doses
Santa Catarina: 875,3 mil doses
Rio de Janeiro: 1,8 milhão de doses
Sergipe: 265,2 mil doses
São Paulo: 5,2 milhões de doses
Tocantins: 164,5 mil doses

Na semana passada, o Ministério da Saúde concluiu o envio de vacinas suficientes para concluir aplicação da primeira dose em aproximadamente 15 milhões de adultos.

A vacinação de adolescentes sem comorbidades segue na maioria dos estados, após o STF (Supremo Tribunal Federal) definir que a decisão cabe aos gestores, ainda que pese uma recomendação do ministério para restringir a imunização somente aos que tenham doenças pré-existentes que possam agravar quadros de covid-19.

R7

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Back To Top